Roda de Conversa - Importância da Escola Especializada para a pessoa com TEA

No último dia 27 de julho, a diretora Tatiana Sampaio e a psicóloga Marcella Carvicchioli discutiram com profissionais de saúde e pais de pessoas com autismo sobre a importância da escola especializada em casos de TEA.

Foi discutido a necessidade de apoio baseados no DSM que dificultam a aprendizagem na escola regular e que quando trabalhadas com professores especializados em educação especial, equipe multidisciplinar especializada e diferentes tipos de estratégias, permitem o desenvolvimento biopsicossocial do indivíduo.

Reforçamos a importância de diferentes olhares, metodologias e estratégias (ABA, Comunicação Alternativa, TEACCH, entre outros), respeitando a individualidade e a necessidade de cada aluno, pois cada pessoa com autismo é uma pessoa com autismo.  Abordamos que os objetivos educacionais tenham relevância para a vida diária e prática, e por isso os procedimentos, ambientes e materiais devem ser os mais semelhantes possíveis do real.

As esferas da saúde, educação, social e cultural que compõe o sujeito não podem ser entendidas de forma fragmentada e por isto a composição de um olhar multiprofissional fará com que todas as possibilidades do processo de aprendizagem do aluno sejam contempladas.

O trabalho desenvolvido pela Escola Gaia Educa TEA se concentra nas habilidades de cada aluno, estimulando o processo de ensino-aprendizagem a partir de um trabalho integrado entre as esferas da educação e da saúde.

Saiba mais sobre o trabalho da equipe multidisciplinar e as diferentes estratégias de ensino nas

próximas publicações.


Comentários (0)


Deixe um comentário